Setas mágicas, qué son y por qué están de moda

Cogumelos mágicos, o que são e porque estão na moda

Os cogumelos alucinógenos, também conhecidos como cogumelos mágicos, cogumelos mágicos, trufas mágicas ou trufas alucinógenas e com o nome científico Psilocybe , têm captado o interesse da sociedade e dos curiosos pelas substâncias naturais nos últimos tempos. Não apenas pelas suas propriedades psicoativas, mas também pela sua crescente popularidade em alguns ambientes, como comunidades místicas ou círculos mais terrenos como os executivos do Vale do Silício . Esses cogumelos mágicos contêm psilocibina, um composto químico que, ao ser decomposto, transforma-se em psilocina, que causa seus efeitos alucinógenos. Além disso, a psilocina também é usada na pesquisa de medicamentos antidepressivos. Estudos preliminares mostraram resultados promissores nesta área, mas ainda são necessárias mais pesquisas para compreender completamente sua eficácia e segurança.

Detalhamos a tendência das trufas mágicas, sua história, usos, benefícios e riscos.

De onde vêm os cogumelos alucinógenos?

Os cogumelos mágicos têm uma história que remonta a milénios, sendo utilizados em rituais religiosos e espirituais por civilizações antigas. Na Mesoamérica, civilizações como os astecas os chamavam de “carne dos deuses” . No século XX, a redescoberta destes cogumelos pelo micologista R. Gordon Wasson no México e a subsequente identificação dos seus componentes psicoactivos por Albert Hofmann, que também sintetizou o LSD, catapultou a sua popularidade no movimento contracultural das décadas de 1960 e 1970. Esta fama da viagem psicodélica resultou no aumento do escrutínio dos cogumelos alucinógenos e na sua eventual proibição em muitos países.

Os cogumelos mágicos crescem naturalmente numa ampla variedade de climas e regiões ao redor do mundo. Preferem ambientes úmidos e se desenvolvem em solos ricos em matéria orgânica, como florestas e áreas com material em decomposição. Existe uma grande variedade de trufas e a sua distribuição geográfica vai desde a América do Norte e do Sul até à Europa, Ásia e Austrália. Espécies como Psilocybe semilanceata são comuns na Europa, enquanto Psilocybe cubensis é mais comumente encontrada em regiões tropicais e subtropicais. O cultivo de trufas também pode ser realizado pelo homem em ambientes internos, atendendo condições específicas de umidade, temperatura e luminosidade. Os kits de cultivo de trufas mágicas são chamados de pães de cogumelos. O cultivo de cogumelos é ilegal em Espanha, a menos que se prove que serão utilizados para uso pessoal em local privado.

Por que as trufas alucinógenas se tornaram moda na Espanha

As trufas alucinógenas ganharam popularidade na Espanha devido a uma combinação de fatores de interesse cultural, jurídico e científico. Culturalmente, há uma crescente curiosidade e abertura para experiências psicodélicas, influenciadas em parte pelo movimento global para reconsiderar as substâncias psicoativas naturais. Embora a sua venda e distribuição não seja legal em Espanha, a posse de cogumelos alucinógenos não é penalizada da mesma forma que outras substâncias, o que tem contribuído para o seu crescente uso recreativo. Além disso, o interesse científico nas suas potenciais aplicações terapêuticas, como já mencionámos acima, tem captado a atenção dos meios de comunicação social e do público.

Nem tudo que é natural é inofensivo: efeitos colaterais da trufa mágica

É importante destacar que no vasto mundo das substâncias naturais é necessário ter cautela e cautela diante do boom de qualquer novo ingrediente. No caso das trufas mágicas, os seus efeitos variam significativamente dependendo da dose, do contexto e da psicologia do utilizador. É verdade que podem causar efeitos psicodélicos, como experiências sensoriais alteradas, mudanças na percepção do tempo e do espaço e, em alguns casos, introspecção profunda. Mas também desencadeiam reações adversas em alguns indivíduos, como ansiedade, pânico, efeitos visuais desconcertantes ou alucinações, ou desorientação. A experiência psicodélica foge a qualquer controle, com altas doses e baixas doses, por isso o consumo recreativo de trufas mágicas traz riscos legais e à saúde. Efeitos adversos, efeitos psicoativos.

 

Cogumelos não alucinógenos: pó, chá ou tintura

Junto com as trufas mágicas, encontramos outros cogumelos que não são mágicos… mas quase. E há também um amplo espectro de cogumelos sem substâncias psicodélicas com propriedades extraordinárias. Estes cogumelos, frequentemente rotulados como superalimentos, apresentam grande potencial para melhorar a forma como comemos. Entre eles, o shiitake, o reishi e o maitake se destacam na cozinha pela riqueza em sabor, textura e benefícios nutricionais.

Além disso, é possível encontrar interessantes preparações de cogumelos em lojas de nutrição ou de saúde holística, como extratos (compostos bioativos concentrados em pó ou cápsulas populares como suplementos alimentares), chás com propriedades calmantes e antioxidantes (reishi, chaga ou cordyceps), cogumelos pós (obtidos a partir da secagem e moagem de cogumelos, para incorporar na dieta diária) e tinturas de cogumelos (líquidos concentrados de alta absorção para adicionar às bebidas).

Em suma, o mundo dos cogumelos é amplo, profundo e misterioso, à imagem e semelhança daquela floresta cheia de cogumelos que habitou David, o Gnomo . Cada cogumelo guarda uma história e muitos deles ainda estão por ser descobertos.

Link para compartilhar

Use este link para compartilhar este artigo